segunda-feira, 7 de novembro de 2011

bambu da sorte =D

Apesar do nome e aspecto, o bambu-da-sorte não é um bambu verdadeiro. Ele pertence à família Ruscaceae, a mesma da pata-de-elefante e outras dracenas, enquanto que os bambus verdadeiros pertencem à Poaceae. Não disse muita coisa? Pra mim também não. O fato é que, se lhe for permitido crescer livremente, esta dracena apresenta porte médio, com 1 a 1,5 metros de altura! Flores são ocasionais e sem importância ornamental.

No paisagismo, essa dracena é um opção de arbusto, com aspecto denso e tropical, interessante na formação de conjuntos e renques junto a muros, principalmente em locais com menor luminosidade. Também pode ser utilizada isolada, em jardineiras e vasos, adornando pátios e varandas protegidas. No entanto, a forma mais comum de uso do bambu-da-sorte é envasado na decoração de interiores. Popularizado pela tradicional ciência chinesa do Feng Shui, ele é comprado e oferecido como presente com o intuito de trazer sorte e bons fluidos à tudo que é novo, como em casamentos, nascimentos, formaturas, abertura de negócios, aquisição de imóveis, novo emprego, etc. Moldadas durante o crescimento por pacientes mãos humanas, as finas hastes do bambu-da-sorte adquirem formas variadas, como espirais, corações, zigue-zagues, em "s", em "8", torres, trançados e muitas outras formas criativas.

O numero de hastes do bambu-da-sorte tem significados especiais de acordo com a tradição chinesa do Feng Shui. São três para felicidade, cinco para saúde, dois para o amor, oito para saúde e abundância, nove para boa fortuna e felicidade. Os vasinhos com bambu-da-sorte também simbolizam os cinco elementos do Feng Shui, a madeira (a própria planta), a água (das regas e do vaso), a terra (o substrato e as pedras), o fogo (a fita vermelha entorno do vaso ou haste) e o metal (o vaso de vidro ou algum adorno de metal).

É uma planta que requer meia-sombra ou luz difusa, e também pode ser cultivado em água, de maneira hidropônica, para uso em interiores. Não resistem ao frio intenso ou geadas e não toleram salinidade no solo ou água. As plantas conduzidas hidroponicamente devem ter apenas 2,5 cm do caule coberto por água, que deve ser trocada semanalmente e não pode ser clorada ou fluoretada. Se for utilizar a água da torneira, esta deve descansar por pelo menos 24 horas antes da rega, para evaporação das substâncias prejudiciais. Mudanças bruscas de luminosidade podem provocar queimaduras ou quedas de folhas. Finalmente, multiplica-se facilmente por estacas.

3 comentários:

Monica disse...

Ah eu nao conhecia =)

Malu disse...

Vou ver se encontro um desses por aqui.

Casa da Barbarella disse...

Olá, tudo bem?! Eu vim trazer boa notícia: no meu blog - www.apedabarbarella.blogspot.com estou fazendo um sorteio bem bacana. Não tem regras e é super fácil de participar. Aproveite e divulgue!!! Bjosssssssss

Blog Widget by LinkWithin